Ambiente CPLP- Brasil

 


Designação Oficial: República Federativa do Brasil


Capital: Brasília


Presidente da República: Michel Temer
Vice-Presidente: Cargo Vago

Data da atual Constituição: Promulgada em 05 de Outubro de 1988. Alterações introduzidas posteriormente.

 
Ministério do Meio Ambiente
Ministro: José Sarney Filho


Missão Permanente do Brasil Junto à CPLP
Embaixador:Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão

 
Ponto Focal Ambiente da Cooperação: Dr. Júlio Baena



Perfil do País



Área total: 8.516.000 km²

População: 201.03 Milhões de Habitantes (EIU 2013)1

PIB: 2,244.40 (biliões, USD correntes) (2014)2

Clima: O Brasil tem uma grande variedade de climas, devido ao seu território extenso, à diversidade de formas de relevo, à altitude e dinâmica das correntes e massas de ar. Os principais tipos de clima são o Subtropical, Semi-árido, Equatorial húmido, Equatorial semi-húmido, Tropical e Tropical de altitude.


Organizado em cinco Grandes Regiões, com uma maior concentração populacional nas Regiões Sudeste, Nordeste e Sul, que abrangem 35,9% do espaço nacional e onde vivem mais de 80% da população.


O Brasil é um país florestal (60% da superfície do país) com aproximadamente 4,8 milhões km2 de área florestal (a segunda maior área florestal do mundo). As florestas do Brasil têm uma grande diversidade biológica que contribuem para a conservação dos recursos hídricos, regularização dos caudais dos rios, manutenção das encostas e a minimização dos riscos de acumulação de inertes nos leitos dos rios. (MMA, 2008).


O Brasil tem recursos hídricos abundantes, só na Região Amazónica encontram-se 16% dos recursos hídricos do planeta.


Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Bahia são os principais Estados agrícolas todavia, ainda existem várias regiões de solo arável como a bacia Amazónica e o Oeste do país.


O Brasil é também o primeiro produtor sul-americano de borracha e tem uma relevante reserva de pinheiros no Paraná, que serve de matéria-prima para as indústrias de produção de madeira e papel, exportando também outras espécies, como o cedro e a nogueira.


Ocupa uma posição de destaque a nível mundial, pelo seu mercado de produtos variados como o café, cacau, tabaco, açúcar, banana, feijão, citrinos, milho, soja, algodão, arroz, trigo, batata e mandioca. Na produção de café destaca-se como o primeiro produtor mundial.


O setor pecuário tem demonstrado uma evolução positiva muito devido à modernização das técnicas e ao impulso existente na área da formação profissional, conseguindo assim tornar-se o primeiro produtor mundial de carne.


É também detentor de reservas petrolíferas que lhe permitem ser auto-suficiente neste setor. Devido ao relevo hidrográfico acidentado, mais de 90% da energia consumida no país é proveniente de hidroelétricas.


O setor secundário é maioritariamente constituído pelas indústrias automobilística, siderúrgica, têxtil, química, de derivados agro-pecuários (açúcar, cacau, café, carne) e metalúrgica (aço, alumínio, ferro, zinco, chumbo).


O setor dos transportes e serviços financeiros constituem as atividades de maior destaque, favorecidos por 42,3 mil km de rios navegáveis, por uma rede de estradas, com uma extensão de quase 1,5 milhões de km.




[1] Economist IntelligenceUnit (www.eiu.com)

[2] Banco Mundial:Indicadores de Desenvolvimento Mundial